Ordem Hospitaleira São João de Deus – Brasil

Conheça a Ordem Hospitaleira de São João de Deus

EDUCAÇÃO CONTINUADA

Formação Permanente 2018

1 - INTRODUÇÃO

A Formação deve ser integral e garantir que as pessoas obtenham a necessária preparação profissional, humana, ética e espiritual que, por um lado, as ajude a viver com sentido e com um elevado grau de satisfação e, por outro lado, permita que a Associação Hospitaleira de Assistência Social/Ordem Hospitaleira de São João de Deus realize a sua missão de hospitalidade de acordo com os seus princípios e valores. É prioridade promover a transmissão dos valores da Ordem e uma das estratégias mais importantes que devemos implementar para alcançar esse objetivo é a Formação.

A Formação Permanente é algo mais do que mera informação: trata-se de um processo organizacional integrado que envolve todas as pessoas, de forma holística, que requere a aprendizagem de novos conhecimentos e a experiência vivencial e da cultura institucional; é um processo que dura toda a vida. A Formação Permanente deve promover nos Colaboradores, para além do seu contrato laboral, a consciência de pertencerem à Família de São João de Deus e a sua disponibilidade para trabalhar segundo a filosofia e os valores da Ordem Hospitaleira de São João de Deus.

Promovemos a visão da Ordem como Família Hospitaleira de São João de Deus e acolhemos, como dom do espírito nos nossos tempos, a possibilidade de compartilhar o carisma juandeino, a espiritualidade e a missão com os Colaboradores, reconhecendo as suas qualidades e os seus talentos, sabendo que os Colaboradores podem estar vinculados ao carisma, à espiritualidade e à missão da Ordem por um ou vários destes níveis: através do seu trabalho profissional bem feito; através da sua adesão à missão da Ordem, a partir dos seus valores humanos e/ou convicções religiosas; através do seu compromisso de fé católica.

Fazer parte da Família Hospitaleira de São João de Deus tem para a Ordem Hospitaleira um duplo significado: em sentido amplo, todos os Colaboradores podem fazer parte dela, partilhando o espírito e a missão do projeto hospitaleiro de São João de Deus. Por outro lado, a Família deverá pensar em configurar-se e consolidar-se através das estruturas mais convenientes que determinem os critérios de adesão pessoal e pertença à mesma, assim como os compromissos, os direitos e os deveres de cada um dos seus membros.

2 - OBJETIVO GERAL

A Formação Permanente deve ser estruturada desde a fase de integração até à conclusão/saída do Colaborador oferecendo itinerários definidos segundo o cargo e o grau de responsabilidade.

Deve orientar-se para:
.Conhecer a atualidade da mensagem de São João de Deus;
.Estudar a identidade, a missão e os valores da Ordem Hospitaleira de São João de Deus;
.Proporcionar com rigor e profissionalismo um acolhimento integrado;
.Estar em sintonia com o estilo da Ordem Hospitaleira de São João de Deus.

2.1 - OBJETIVOS ESPECÍFICOS

.Formar para desenvolver competências: a noção das competências do Colaborador é hoje um fator importante para se conseguir um serviço de qualidade;
.Envolvimento dos Irmãos e Colaboradores comprometidos com o carisma juandeino, que são os transmissores dos valores da Hospitalidade;
.A participação construtiva de todos os Colaboradores;
.Sentido de justiça, sinceridade e sensibilidade para com o próximo;
.Trabalhar com competência técnica (qualidade, excelência), segundo os princípios da Gestão Carismática;
.Promover a humanização e a criatividade.

3 - DESTINATÁRIOS

A Formação Permanente promovida pela Casa de Saúde São João de Deus é destinada a todos os Colaboradores que, com diferentes características profissionais, contribuem para a assistência e a prestação de cuidados às pessoas presentes na Instituição.

Embora a palavra “Colaborador” se refira frequentemente aos leigos que trabalham nos serviços da Casa de Saúde, o termo inclui também os Benfeitores e os Voluntários.

4 - DESENVOLVIMENTO DA FORMAÇÃO

O processo de Formação deve propor aos Colaboradores experiências e atividades que promovam uma reflexão pessoal sobre si mesmos, as suas relações com os outros, a missão e os valores da Hospitalidade no seu trabalho quotidiano.

A Formação integral nos valores da Hospitalidade não deve abranger só a esfera intelectual mas também os aspetos da vontade e as dimensões emocionais, profissionais, humanas e espirituais.

Como já mencionado, a Formação Permanente é dirigida a todos os Colaboradores, desde uma perspectiva universal, sem referências a opções pessoais de caráter religioso, no entanto, será dado o enfoque religioso da instituição.

Com a Formação Permanente, se pretende despertar nos Colaboradores um maior interesse pela Instituição. Entrar em contato com o Fundador, os princípios e valores que a Ordem Hospitaleira mantém apesar do tempo.

5 - METODOLOGIA

A metodologia pedagógica deve basear-se nos seguintes critérios:
.Abordagem narrativa;
.Aprendizagem baseada em experiências;
.Voltada para a prática;
.Conteúdos e linguagem homogêneos, compreensíveis e acessíveis.

6 - AVALIAÇÃO DA FORMAÇÃO

Criar instrumentos de avaliação que permitam aferir:
.Qualidade das atividades de Formação;
.Verificar se o objetivo da Formação foi alcançado;
.Avaliar os resultados.

No entanto, a avaliação não deve levar em consideração apenas o rendimento do Colaborador do ponto de vista técnico profissional, mas verificar também se ele atuou de forma coerente com o fato de ser membro da Família Hospitaleira de São João de Deus João de Deus, como indicado no ponto 6.1.1 da Carta de Identidade da Ordem.