Quem Somos

Quem são os irmãos de São João de Deus?

Os Irmãos de São João de Deus (ou, mais canonicamente, a Ordem Hospitaleira de São João de Deus) nascemos em Granada (Espanha), em meados do século XVI, cativados pelo impulso carismático de São João de Deus. Este foi um convertido à caridade cristã, depois de um episódio de excitação místico-psíquica que o levou à internação hospitalar, que viveu como experiência traumatizante quanto à (não) humanização, mas iluminante quanto à sua vida futura.

Aprovados pelo papa em 1572, vivemos épocas de fulgurante crescimento e outras de notável redução.

Na atualidade somos 1050 Irmãos, distribuídos por 53 países, em cerca de 200 Comunidades, atendendo mais de 300 obras assistenciais: Hospitais, Clínicas, Lares, Centros de Reabilitação, Albergues, Centros de Saúde Mental, Ambulatórios, Projetos Sociais... Escolas de Enfermagem. Conosco colaboram 58.000 Profissionais de saúde, 30.000 Voluntários e milhares de Benfeitores.

Enquanto consagrados, emitimos votos públicos de castidade, pobreza, obediência e hospitalidade; vivemos em Comunidade, animando-nos na vivência da fé, da fraternidade e do serviço às pessoas doentes, deficientes, idosas carentes, moradoras de rua, dependentes químicas, alcoólatras, etc. Preparamo-nos profissionalmente na área da saúde, assistência ou administração, para atuarmos como enfermeiros, terapeutas, assistentes sociais, psicólogos, médicos, fisioterapeutas, administradores, etc. Alguns Irmãos estudam teologia e são ordenados sacerdotes.

A Formação do Irmão acontece em várias etapas: Acompanhamento vocacional, na família; Aspirantado, para adaptação aos ritmos da vida religiosa e aprendizados básicos; Postulantado, já vivendo e trabalhando com os Irmãos e com estudos introdutórios de teologia e carisma da Ordem; Noviciado, estudando e vivendo a essência da Vida Religiosa (2 anos); Escolasticado, associando apostolado hospitaleiro e formação teológica e técnico-profissional (5 anos); Formação permanente, ao longo da vida.
Saiba mais sobre cada etapa

Nosso RG

Fundador: São João de Deus (1495-1550).

Fundação: Granada, 1539.

Carisma: Hospitalidade.

Missão: Evangelizar, oferecendo atenção integral a doentes e necessitados.

Aprovação da Ordem: 1º Janeiro 1572, pelo Papa S. Pio V

Presenças: em 53 países dos 5 continentes.

Sede Geral: Roma.

Irmãos: 1.050, sendo 110 sacerdotes e 1 bispo.

Hospitais e outros Centros Assistenciais: 400, sendo 4 no Brasil.

Leitos de internação: 38.000 Colaboradores: 58.000 Profissionais + 30.000 Voluntários + 300.000 Benfeitores.

A Família Hospitaleira de São João de Deus

“A hospitalidade segundo o estilo de São João de Deus transcendo o âmbito dos Irmãos que professaram na Ordem. Promovemos a visão da Ordem como FAMÍLIA HOSPITALEIRA DE SÃO JOÃO DE DEUS e acolhemos como dom do Espírito, nos nossos tempos, a possibilidade de compartilhar o nosso carisma, espiritualidade e missão com os Colaboradores, reconhecendo as suas qualidades e os seus talentos” (Estatutos Gerais, 21)

A Família Hospitaleira de São João de Deus engloba os Irmãos e todos os seus Colaboradores sejam Profissionais, Voluntários ou Benfeitores e mesmo outros amigos e simpatizantes.

Focados na pessoa do doente, exercemos a Hospitalidade com humanização, trabalhando unidos para servir e promover a vida.

A Ordem no Brasil... 70 Anos de história!

A Ordem Hospitaleira de São João de Deus opera no Brasil, sem interrupção, há 70 anos, trazida pelos Irmãos portugueses. Em 1947, no Rio, a Ordem se encarregou da administração da “Casa do Padre”, ficando por 13 anos. Em 1955, também no Rio de Janeiro, inaugurou a Clínica Cirúrgica de São João de Deus, onde a operou durante 26 anos; Em 1968, na cidade de Divinópolis - MG foi inaugurado o Hospital São João de Deus, que a Ordem administrou por 49 anos e onde continua a assegurar o serviço religioso. Em 1970 inaugurou o Lar São João de Deus, em Itaipava, onde atende 75 idosos internos e serve outros tantos externos. Em 1990 inaugurou a Casa de Saúde São João de Deus, em São Paulo, para doentes com transtornos mentais e uso problemático de drogas. Em 2007 chegou a Aparecida do Taboado-MS, instalando a Casa da Hospitalidade, projeto de “hospitalidade generalista” dirigida a pessoas e famílias carentes. Atualmente, a Delegação Brasileira tem duas Obras com Comunidade, uma Comunidade sem Obra e uma Obra (não canônica) sem comunidade. Quanto ao futuro... menos Portugal e mais América Latina! Saiba mais sobre a história (Matéria da da Revista OH!, Ed .02, jul-dez 2017)

Presenças atuais no Brasil

Em São Paulo (SP): Sede atual, 5 Irmãos e 180 Colaboradores acolhem e cuidam 180 pacientes internos (maioria SUS), com patologias psiquiátricas e problemas de álcool e droga, na Casa de Saúde São João de Deus, “um novo conceito em saúde mental”. Saiba mais

Em Itaipava - Petrópolis (RJ): 4 Irmãos e 70 Colaboradores, acolhem e cuidam, com dinamismo e humanização, 70 idosos/as que as famílias lhes confiam, no Lar São João de Deus, “respeito por toda a vida”. Saiba mais

Em Aparecida do Taboado (MS): Irmãos e Voluntários adotam como campo assistencial a cidade inteira, participam da vida da cidade, escutam pessoas, restauram relações e ajudam a gerar soluções para as aflições de doentes, idosos, sem-teto, transeuntes, dependentes e carentes, na Casa da Hospitalidade, “pela vida a vida toda”. Saiba mais

Em Divinópolis (MG): 3 Irmãos se encarregam do Serviço Religiosos e Pastoral da Saúde do Hospital São João de Deus, que faz o atendimento SUS de mais de 50 cidades da região centro-oeste de Minas Gerais, “promovendo saúde e repondo esperanças”.

Presença no mundo

A Ordem está em 53 países, nos 5 continentes, com 400 Obras e cerca de 200 Comunidades de Irmãos.

A Sede Geral é em Roma.

Superior Geral: Ir. Jesus Etáyo Arrondo, espanhol

Curia Geral: Via della Noceta, 263 - ROMA - Itália

Site: www.ohsjd.org

Nossos Valores institucionais

Hospitalidade

A hospitalidade é o nosso valor central que se exprime e concretiza nos quatro seguintes valores-chave: qualidade, respeito, responsabilidade e espiritualidade.

Qualidade

Excelência, profissionalismo, assistência holística, consciência das novas necessidades, modelo de união com os nossos Colaboradores, modelo assistencial de S. João de Deus, arquitetura e mobiliário acolhedores, colaboração com terceiros.

Respeito

Respeito pelo outro, humanização, dimensão humana, responsabilidade recíproca com os nossos Colaboradores e Irmãos, compreensão, visão holística, promoção da justiça social, dos direitos cívicos e humanos, envolvimento dos familiares.

Responsabilidade

Fidelidade aos ideais de João de Deus e da Ordem, ética (bioética, ética social, ética administrativa), defesa do ambiente, responsabilidade social, sustentabilidade, justiça, distribuição equitativa dos nossos recursos.

Espiritualidade

Serviço de pastoral, evangelização, oferta de assistência espiritual para pessoas de outras religiões, ecumenismo, colaboração com paróquias, dioceses, outras confissões religiosas.

Nossos princípios institucionais (cf. Estatutos Gerais, n. 50)

  • 1. Temos como centro de interesse, para todos os que vivemos e trabalhamos no hospital ou em qualquer outra obra assistencial, a pessoa assistida;
  • 2. Empenhamo-nos decididamente na defesa e promoção da vida humana;
  • 3. Reconhecemos à pessoa assistida o direito de ser convenientemente informada sobre o seu estado de saúde;
  • 4. Observamos as exigências do segredo profissional, fazendo que sejam igualmente respeitadas por todos os que se aproximam dos doentes e necessitados;
  • 5. Defendemos o direito de morrer com dignidade, respeitando e satisfazendo os justos desejos e as necessidades espirituais daqueles que estão prestes a morrer, conscientes de que a vida humana tem um termo temporal e é chamada à sua plenitude em Cristo;
  • 6. Respeitamos a liberdade de consciência das pessoas que assistimos e a dos nossos colaboradores, mas exigimos com firmeza que seja aceite e respeitada a identidade dos nossos centros hospitalares;
  • 7. Valorizamos e promovemos as qualidades e o
    profissionalismo dos nossos colaboradores e
    estimulamo-los a participar ativamente na
    missão da Ordem e, em função das suas
    capacidades e âmbitos de responsabilidade,
    tornamo-los participantes no processo de
    decisão das nossas Obras apostólicas;
  • 8. Opomo-nos à procura do lucro, por
    conseguinte, observamos e exigimos que sejam
    respeitadas as normas econômicas justas.